Quem sou eu…

26 12 2008

Sou uma pessoa que não suporta viver mais a superficialidade do cotidiano. Não vejo cores, não vejo graça e os espelhos pra mim, são transparentes. Diante disto eu mergulho dentro de mim, onde o isolamento é um estado de espirito e aprendo o que o silêncio tem pra dizer, porém sou constantemente interrompido por pessoas que ficam ao meu redor dizendo: “você tem que mudar”.

Há uma frase de Nietzsche que diz o seguinte: ” Há homens que já nascem póstumos” e eu lhes digo “aqui jaz Eu, o proprio”.

Sim, pra mim a maneira que a maioria das pessoas vivem está errada e vejo tudo como uma grande perda de tempo. Sinto-me como uma estrada de mão única, que só vai, pois a maioria das pessoas que conheço tem pouco a me acrescentar.

Tenho plena conviccção de que ninguém lerá este blog (as pessoas estão sempre muito ocupadas pra pensar), mas a idéia é colocar aqui pensamentos, teorias desenvolvidas e influências que contribuem em minha mutação constante.

Por hoje é isto.

Abraço,

Eu, o próprio.

Anúncios

Ações

Informação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: